Facebook

Beleza

Conheça os benefícios da meditação e aprenda como iniciar a prática em casa



A AGITAÇÃO DA VIDA COTIDIANA é tanta que, às vezes, você só queria que o mundo parasse para poder descer dele? Existe uma maneira de alcançar esse objetivo – ou, pelo menos, a SENSAÇÃO DE QUE TUDO DENTRO DE SI, de fato, SE ACALMOU e entrou em órbita novamente. A meditação é dos melhores caminhos nesse aspecto e requer, somente, alguns minutinhos do seu dia: A PRÁTICA OFERECE, COMPROVADAMENTE, INÚMERAS VANTAGENS PARA O CORPO, MENTE E ESPÍRITO.

Para muitos, o conceito de como meditar pode não parecer muito claro, embora ele envolva, basicamente, concentração e técnicas de respiração. “A nossa mente é treinada, desde cedo, a ter atenção a muitas coisas diferentes ao mesmo tempo”, coloca Roberto Debski, especialista em medicina alternativa, psicólogo e diretor da clínica Ser Integral. Dessa maneira, torna-se realmente difícil, à primeira tentativa, ter sucesso nessa missão. Para começar a relaxar e experimentar o poder da terapia, o DaquiDali também montou um passo a passo, que ensina o modo mais fácil para entrar no modo zen e aplicá-lo em todos os aspectos do seu dia a dia.

ELIMINE O ESTRESSE

“A meditação surgiu no sudoeste asiático”, introduz Silvio Ricardo Rocha, professor de ioga no Clube Atlético Paulistano, conselheiro da Associação Palas Athena, assim como professor de meditação e ginástica meditativa lá também. Ele conta que, antigamente, a busca era pela interiorização para entrar em contato com o verdadeiro eu. “Hoje em dia, no mundo ocidental, as pessoas procuram a meditação mais para acalmar a agitação do mundo moderno: são tantas oportunidades, ninguém quer perder nenhuma delas! Mas acontece que A MENTE NÃO FICA NO FOCO, não fica presente; ela está sempre na frente. ISSO LEVA AO ESTRESSE E ÀS TENSÕES – que trazem as dores, por consequência (de cabeça, insônia, dores musculares, gastrite, úlcera)”.

AUMENTE A CONCENTRAÇÃO

Para Roberto Debski, ATRAVÉS DAS TÉCNICAS DA MEDITAÇÃO É POSSÍVEL AUMENTAR A ATENÇÃO E A PERCEPÇÃO. “E, com o treinamento, CHEGAR A UM ESTADO AMPLIADO DE CONSCIÊNCIA: consegue-se um efeito de relaxamento, psicológico, e tem uma melhoria nas várias condições de saúde”. Ele explica que, quando você medita, é capaz de moldar e equilibrar o sistema nervoso autônomo, aquele que coordena as funções involuntárias do corpo e tudo que é fisiológico nele, como a digestão, respiração, os batimentos cardíacos, entre outras.

ESQUEÇA-SE DAS DORES

AO DIMINUIR A RESPOSTA AO ESTRESSE, HÁ UMA ATENUAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL - o que é extremamente benéfico para o relaxamento do organismo e, até mesmo, o equilíbrio dos índices de colesterol. “A meditação traz você para o momento presente”, coloca o professor Rocha.  De acordo com ele, a demanda pelas aulas e mudança da rotina com a inclusão desse tipo de filosofia aumentou bastante, e continua crescente. E não é para menos: segundo dados pesquisados pelo psicólogo Roberto Debski, a partir do hábito diário, acontece uma MELHORA CONSIDERÁVEL DO SISTEMA IMUNOLÓGICO e uma diminuição da dor crônica em 30 a 40%.

XÔ DEPRESSÃO

“A MEDITAÇÃO REDUZ A RECIDIVA DA DEPRESSÃO”, explica Debski. Estudos comprovaram que incluir o exercício mental nas atividades rotineiras durante o período de tratamento (mesmo que este esteja sendo feito por meio de antidepressivos) atenua as probabilidades de uma recaída em 50% dos casos. O especialista conta que a prescrição contínua de remédios fortes nessa situação colaboram para maiores chances do uso se tornar crônico. “O que deveria ser feito, além do médico receitar um psicotrópico, é orientar as pessoas que a meditação é uma TÉCNICA MUITO EFETIVA PARA MELHORAR O EQUILÍBRIO EMOCIONAL”, ele enfatiza.

MEMÓRIA DE ELEFANTE

Ainda conforme as declarações do psicólogo, A MEDITAÇÃO É CAPAZ DE ALTERAR O CÉREBRO, seu funcionamento e sua estrutura física. “Você tem uma AMPLIAÇÃO NAS ÁREAS RELACIONADAS À MEMÓRIA e ao córtex frontal, que é a parte do pensamento”. E isso influencia a função cognitiva também.

COMO OBTER OS BENEFÍCIOS

“A meditação que é mais feita, é aquela com o FOCO NA RESPIRAÇÃO”, pontua Rocha. “Para quem nunca treinou a atenção, deveria começar com uma dinâmica de concentração, trabalhando os sentidos primeiramente”. E o que ele quer dizer aqui é tão simples como passar a notar o que constitui o entorno: quais os sons do ambiente, o que você enxerga com a visão periférica, o que sente com as mãos e por aí vai. A partir dessa execução, é entrar na meditação de fato: PROCURAR UM ÚNICO FOCO A FIM DE PARAR A MENTE. “ No início, ela vai criar várias ‘necessidades desnecessárias’; mas é só se ater por um tempo, treinar; aos poucos, o ritmo interior irá desacelerar e você conseguirá atingir o objetivo. O foco estará, assim, presente”.


“Não é difícil”, complementa Debski. “Tem pessoas que falam que não conseguem ficar paradas, e você ensina para elas que, inclusive, têm técnicas de meditação caminhando!” Ele conta que até crianças podem entrar nessa, como uma ótima preparação para quando crescerem.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.