Beleza

Laser x fotodepilação: qual escolher?


ara quem quer uma depilação permanente, apostar na tecnologia é um bom caminho. As técnicas mais atuais atingem diretamente a raiz dos pelos, retardando e até mesmo inibindo o crescimento. Conversamos com Valéria Campos, especialista em laser e dermatologia pela Harvard Mecial School e Mariana Pinheiro Machado, dermatologista do Instituto Pello Menos para esclarecer suas dúvidas entre os principais métodos do mercado. Confira!

Cuidado: mulheres grávidas, pessoas com doenças autoimunes ou problemas com exposição à luz (lúpus, por exemplo) devem evitar qualquer um dos métodos.

Como é?

Laser

Durante o procedimento, o laser emite uma luz que, ao atingir o pelo, se transforma em calor e destrói a raiz.
Fotodepilação

A luz é pulsada, como flash. Quando chega ao pelo, vai deixando-o mais fraco. Pelos grossos e escuros são fáceis de sumir.

É caro?

Os preços variam. Se você pesquisar, pode achar sessões, das duas técnicas, entre R$ 60 e R$ 200*.

Demora para acabar com os pelos?

Laser

Em algumas áreas do corpo dá para ficar livre dos pelos com poucas sessões. Na virilha, por exemplo, bastam três ou quatro.
Fotodepilação

Demora cerca de dez sessões para os resultados aparecerem. Quem tem pelos mais claros e finos precisa de mais sessões!
Pode dar efeito contrário?

Se a energia da luz for baixa, em vez de destruir os pelos, fará com que nasçam mais! Isso pode acontecer com as duas técnicas. Procure uma clínica confiável. Além disso, alterações hormonais podem fazer com que alguns pelinhos voltem, mesmo após o fim do tratamento.

Qual dói mais?

Nos dois casos, a dor varia de pessoa para pessoa. Para algumas, é insuportável, outras aguentam bem. O laser dói, sim. É uma sensação de queimadura leve. Já a fotodepilação não tem como dizer que não dói, mas é menos que o laser ou a cera.

Pode fazer no corpo todo?

Sim, menos nos olhos, porque a luz pode cegar.

Mancha a pele?

A fotodepilação e o laser podem manchar a pele morena ou negra, apesar de o laser mais inofensivo. Não se indica fotodepilação para quem tem pele mais escura. Não importa a técnica: consulte um dermatologista antes.

Cuidados antes e depois

Não vá fazer o processo quando estiver bronzeada.
Raspe os pelos com lâmina para que, durante o processo, a raiz possa ser atingida com mais facilidade.
Não use cera ou pinças.
Fique longe do sol durante o tratamento para não causar queimaduras.
Para reduzir a dor, um profissional aplicará anestésico em creme na hora.
É normal que a pele fique rosada e um pouco sensível depois da sessão. Cremes ou pomadas calmantes ajudam a aliviar o incômodo.
Continue evitando o sol mesmo após o tratamento. Espere cerca de três meses para voltar a se bronzear.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.